Sexta-feira, 26 de Novembro de 2010

“GOVERNO PODE ACABAR AMANHÔ, “O PAÍS NÃO ACABARÁ” - QUEM FALA ASSIM NÃO É GAGA e É DEPUTADA

Assim como foi uma deputada do CDS-PP, poderia ter sido doutro partido qualquer, a importância é que foi uma deputada, no pleno uso da palavra, na Assembleia da República, num momento de grande relevância da vida política portuguesa, sobre um documento que vai marcar o futuro do país.

No encerramento da discussão do debate na Assembleia da República, para votação do Orçamento Pimba que os defensores da actual situação em que vivemos nos querem impingir, destacou-se a intervenção da deputada do CDS-PP, Assunção Cristas, que de acordo com notícia difundida pela Lusa hoje pela 12H32, levou para dentro do coração do sistema o sentimento dos portugueses afirmando, entre outras brilhantes conclusões, que o "Governo pode acabar amanhã", que "já vai tarde", mas "o país não acabará", defendendo o "Portugal fervilhante, feito de gente capaz", em perfeita sintonia com o que eu e muitos, estou convicto de que serão mesmo muitos portugueses, pensamos já há algum tempo.

Pois é! É mesmo um fato: Portugal não acaba, se este governo cair; antes pelo contrário, vai acabar é se este governo não cair!

E se este governo cair, este país não vai acabar, exatamente, porque é um país ”fervilhante, feito de gente capaz, de trabalhadores incansáveis, de empresas empenhadas", "O nosso desafio é trazer mundo para Portugal, é permitir que os portugueses vão, mas queiram voltar, é criar rasgos de futuro definindo estratégias de crescimento económico e mostrar a todos que valemos a pena", declarou a deputada e isto é que é falar, só é pena, é que parece que ninguém, dos que devem escutar, liga, virando a cara e assobiando para o lado.

Diz o despacho da Lusa que este Orçamento de Estado para 2011 "é o resultado" de quem "preferiu ganhar eleições a não reconhecer os problemas", responsabilizando o primeiro-ministro pela "vulnerabilidade" do país.

Então que seja a última vez que isto aconteça, porque também não é a primeira, apesar de ser a mais grave, e, a responsabilidade não é só do primeiro-ministro, não, lamento mas isso é procurar um bode expiatório fácil e fragilizado neste momento.

A responsabilidade tem uma amplitude muito mais abrangente e neste momento a grande decisão para ser democrática e respeitando o estado de direito em que vivemos, não o regime, só pode ser ou a Justiça funcionar e acusar quem deve ser acusado e dado como culpado de crimes lesa-nação, afastando assim os responsáveis pela situação ou uma abstenção de tal ordem, nas próximas eleições, que o Presidente da República em exercício se veja obrigado a convocar o Concelho de Estado e a tomar decisões de ruptura, sendo obrigado a convidar, para formar governo, algum desse(a)s gentes capazes  que se saiba rodear de outro(a)s iguais, sem medos de ‘grandes interesses’, tendo por, isso sim, interesse principal a resolução deste enorme imbróglio!

Vamos a isto, gente impoluta, preparada, eficiente, com espírito de serviço em favor do país, que não só vista a camisola, mas que a cosa à própria pele, com vontade de dizer BASTA (!), avancem, têm tanto poder, tanta força e conseguem tanta pressão ou mais que os ‘saqueadores’ deste país e sabem porquê?

Porque têm um povo pronto para sair para a rua, ao som de uma nota só, sem divisões ou dicotomias de direita/esquerda, ou, outras quaisquer, porque neste momento não é isso que importa, o importante são as pessoas, o nosso património humano, histórico, natural, essa é a nossa riqueza, temos que recuperar algum poder e reaver certos meios de produção, dizer NÃO à conversa de excessos de produção alimentar, enquanto existir pobreza e fome, até mesmo quando não houver, um dia, talvez… quem sabe, produzir seja o que for, nunca pode ser demais, há sempre quem precise, há sempre uma utilidade para tudo!

 

 

 

 

 

 

 

Os artigos neste belogue são escritos ao abrigo do novo acordo ortográfico da Língua Portuguesa moderna, quando me apetece.

 

Atão?: ...é preciso é ter confiança!
o melhor mesmo é ouvir: Liberdade.Sérgio Godinho
tags:
riscos por pedrinhazen às 15:59
| vá digam lá o que pensam

.prós cuscos

.posts que já cá estão

. “GOVERNO PODE ACABAR AMAN...

.onde tá tudo guardado

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

.ligações

Os Meus Bloguios

Divulga também a tua página
planeta de artes e comunicação

Divulga também a tua página

.as minhas pilingrafias

.à busca neste blog

 

.subscrever feeds

.tks pela espreitadela


web site counter

.tags

. todas as tags

(O direito de autor é reconhecido independentemente de registo, depósito ou qualquer outra formalidade artigo 12.º do CDADC. Lei 16/08 de 1/4) (A registar no Ministério da Cultura - Inspecção - Geral das Actividades Culturais I.G.A.C. - Processo n.º 2079/09)