Domingo, 17 de Outubro de 2010

Carta para o Zé

Ó Zé…

Afinal a gente já se conhece há alguns anitos.

Vieste para Lisboa estudar e não aprendeste nada, foi só malandragem.

Nem sabes como, mas lá te chamam de engenheiro, como se fosse o teu primeiro nome, mas nós sabemos que é José, não é Zé?

Também sem saberes bem como, graças à desgraça de alguém que por muito menos do que tu já fizeste, foi despedido imediata e ingloriamente, chegaste a Diretor Geral dessa grande empresa.

Antes da crise mundial chegar já aí tinhas metido os pés pelas mãos, e, arranjaste para aí uma crise que tu próprio encomendaste.

Até o teu Diretor Financeiro se demitiu por não concordar com a tua gestão que não tinha nada a ver com o que tinhas dito que ias fazer, nem à administração, nem mesmo, até à equipa que convidaste para trabalhar contigo.

Afinal o que se passou?

Desde quando mentes tanto?

Foste sempre assim ou é “praga” que apanhaste no poder?

O teu assessor para a gestão económica disse que essa crise na empresa tinha acabado precisamente no dia que começou a crise mundial, ele até estava a referir-se à crise caseira, coitado, sabia lá que havia outra…

Será que alguém te pediu para mandares com tudo à falência, para depois comprar barato?

Não, nisso também não acredito, mas que parece, parece!

Ó pá, o que não tens é mesmo jeito para isto, mas és teimoso como o caraças e o pessoal da empresa é que se lixa, mas o teu objetivo também não deve ser gerir bem, não é verdade?

A gente já te topou!

Aquele teu sorriso “esquisito” quando falas, principalmente no aumento de trabalho, horas de produção, preços na cantina e de reduções de salários, assim como, ainda falas de hipocrisia quando alguém te confronta com algumas soluções mais acertadas para solucionar alguns problemas da empresa…

Até as anedotas sobre ti… já não dão vontade de rir, só sai um “esgar de sorriso”, por vezes uma lágrima escorre pela face… de vergonha… por ti.

Reconhece que não estás capacitado para isto, faz como o outro, quando teve que fechar muitas sucursais aí pelo país, o do pantanal, ao menos teve essa coragem.

Ó Zé, ainda vais a tempo de sair pela “Porta Grande”, dá a vez a quem possa e saiba, ficarias na história da empresa.

Demite-te!

Sem mais,  

pedrinha zen

 

 

Os artigos neste belogue são escritos ao abrigo do novo acordo ortográfico da Língua Portuguesa moderna, quando me apetece

Atão?: ...Mas afinal comé qué?
o melhor mesmo é ouvir: Os Vampiros.José Afonso
tags:
riscos por pedrinhazen às 16:20
| vá digam lá o que pensam

.prós cuscos

.posts que já cá estão

. O ESPÍRITO DA COISA I

. A Grande Transformação Es...

. O ACORDO COM A ‘TROIKA’ –...

. JAPONESES – CULTURA DURA ...

. GÉNIO DE FÉRIAS A ESTUDAR...

. SEMANA SANTA E AS FÉRIAS

. O FMI, O FEEF E A DÍVIDA ...

. OS PORTUGUESES NO MUNDO

. O PM DEMITIU-SE, E ENTÃO?

. SOLTAS

.onde tá tudo guardado

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

.ligações

Os Meus Bloguios

Divulga também a tua página
planeta de artes e comunicação

Divulga também a tua página

.as minhas pilingrafias

.à busca neste blog

 

.subscrever feeds

.tks pela espreitadela


web site counter

.tags

. todas as tags

(O direito de autor é reconhecido independentemente de registo, depósito ou qualquer outra formalidade artigo 12.º do CDADC. Lei 16/08 de 1/4) (A registar no Ministério da Cultura - Inspecção - Geral das Actividades Culturais I.G.A.C. - Processo n.º 2079/09)